Sistemas integrados para a automação de edifícios com BACnet


A ESAC é uma integradora de sistemas para a automatização de edifícios. Desde os primeiros dias de actividade, a ESAC está focada na projectação, instalação e manutenção de sistemas integrados de automatização de edifícios (IBAS), sendo este o principal sector de actividade da empresa hoje em dia.
Trabalhando essencialmente nos edifícios dedicados ao sector terciário, a ESAC acumulou uma grande experiência em: sistemas HVAC (ventilação e ar condicionado), controlo de iluminação, controlo de acessos, detectores de incêndio, sistemas contra intrusão, CCTV, People Addressing e Asset Tracking.

Todos estes sistemas são equipados com métodos de controlo e supervisão próprios. O valor acrescentado da ESAC é sua integração, permitindo a comunicação dos diferentes sistemas entre si. Desta forma, o projectista pode definir comportamentos muito complexos que coordenam o funcionamento conjunto de todas as instalações.

A estratégia da empresa no desenvolvimento dos sistemas integrados sempre foi orientada para a utilização de standard abertos. A experiência adquirida demonstrou que o BACnet representa o standard mais apropriado na instalação dos sistemas de automatização de edifícios, devido às suas características de abertura e de interoperabilidade. Por isso, a ESAC utiliza o BACnet como a plataforma de integração de sistemas diferentes. O BACnet é o standard ISO 16484-5, desenvolvido e mantido pela ASHRAE.

Desde 2004 a ESAC é activa na difusão do BACnet, está presente no BIG-EU (BACnet Interest Group Europe), participa nos encontros da ASHRAE SSPC135 nos EUA e apoia o BACnet Interest Group Italiano na importação, para Italia, da cultura de uma abordagem aberta e standard para o desenvolvimento dos sistemas BAS.
Para usufruir da experiência acumulada na implementação das suas próprias soluções integradas, a ESAC criou uma equipa especializada no desenvolvimento de software. A ESAC desenvolve gateway de protocolo para permitir aos sistemas proprietários o melhor nível possível de interoperabilidade em plataforma BACnet. Esta equipa, bem consolidada, trabalha actualmente no desenvolvimento de serviços ligados à gestão do BAS que utilizam o BACnet como standard no transporte da informação.